Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 20 de abril de 2011

MONTAGEM DE OBAMA COMO BEBÊ CHIMPANZE FEITA POR REPUBLICANA GERA PROTESTOS NOS EUA. Autora pede desculpas, mas poderá ser punida pelo Partido Republicano.

Um email que teria vazado para a Internet mostra a montagem de dois chimpanzés adultos e um infante com o rosto de Barak Obama como se fôse um bebê. A montagem foi feita por Marilyn Davenport, 74 anos, representante do Partido Republicano do Condado de Orange, na California, e enviada a amigos.

Como a imagem vazou, ela foi criticada, pelos mais politicamente corretos,  como sendo racista. Davenport desculpou-se ontem pelo que ela chamou de uma brincadeira, uma vez que ela disse estar questionando o fato (bem conhecido, nos Estados Unidos) de Barack não haver apresentado sua certidão de nascimento quando candidatou-se.

Até hoje ele não apresentou o documento e, após enfiar os EUA em outra guerra (Líbia) e com popularidade em baixa, os americanos começaram a questionar isso novamente, pois muita gente acredita que ele seja islâmico, por causa da família de seu pai, do Kênia, e por suas ligações, já adultos, com militantes islâmicos nos EUA.

O fato dos questionamentos é porque a Constituição Americana não permite um presidente estrangeiro. Segundo muitas fontes ele teria nascido no Kênia África, onde moravam seus avós paternos. Acho, pelo que li nos últimos anos, que isso ainda terá muitas consequências sérias. Obama nunca eliminou todas as dúvidas, pois nunca apresentou o documento oficial.

Quando o assunto foi levantado antes e durante a campanha, os adeptos de Obama diziam que isso era falado apenas por ele ser negro, etc. Mas Obama deixou as questões sem resposta na campanha, ou foram muito insatisfatórias, o que levanta muitas dúvidas sobre ele e o seu passado.

Gal. Colin Powell
Acho toda essa história sobre o fato dele ser negro e isso atrapalhar a eleição meio tola, porque em primeiro, ele foi eleito, e, em segundo, no tempo de George Busch (pai), o general Colin Powell (negro) foi o Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas americanas, o cargo militar mais alto, quando planejou e executou a operação contra o Iraque, a "Tempestade do Desert", de agosto de 1990 a março de 1991. Os americanos, apesar do racismo inegável que há lá, apesar das leis de direitos civis, estão acostumados com ídolos negros que se destacam nas artes, no cinema e nos esportes. Por que não poderiam ter um presidente negro? (Para eles é negro, apesar da mãe branca, o que faz dele um mestiço).    
No governo de George Busch, filho, Powell foi Secretário de Estado, de janeiro de 2001, a janeiro de 2005. Um dos cargos mais importantes da política americana.

A assessora mais importante de Busch, durante todo o seu governo, ela foi Secretária de Estado, de 2001 a 2005, a especialista em assuntos soviéticos, Condoleeza Rice, outra negra.
O fato é que a montagem gerou protestos e Marilyn disse: "Quem me conhece sabe muito bem que não sou racista. E tenho muitos amigos negros. Foi uma brincadeira. Foi um erro de uma boa cristã".

Condoleeza Rice
Os ativistas americanos são muito barulhentos, e querem moldar o mundo ao seu modo de ver, mas os americanos, em geral, não se intimidam e usam a constituição que garante a Liberdade de Expressão, de forma absoluta. A forma como eles utilizam a sua liberdade é inimaginável no Brasil, um país que viveu sob censura de Portugal e da Igreja (Index Librorum), nos tempos coloniais, um país que só veio a conhecer a tipografia em 1808 com a vinda de D. João VI.

Um país de analfabetos. Depois um autoritário como D.Pedro I, depois um mais aberto como D. Pedro II (leiam sobre a Imprensa no Segundo Império), depois generais de formação positivista na Velha República, autoritários, depois Getúlio, ditador (e o DIP), depois um perído de certa abertura e democracia até 1964. Daí 20 anos de Ditadura.

Depois a volta da democracia em meados dos anos 80. O Brasil, em 500 anos de vida não tem mais que 50 anos de Democracia e liberdade de expressão e imprensa. Não temos essa prática na Cultura, porisso proliferam ações controladoras e de natureza censorial. O brasileiro não tem noção do que seja Liberdade.

Como a Imprensa e a oposição via Busch (filho) durante todo o tempo em que foi presidente, e nem por isso houve qualquer protesto. Acho até engraçado, pois George Busch tem um olhar (os olhos são muito juntos) que lembra o de um chimpanzé.

Busch chimpanzé
Não é para dar risada? Não é cômico? Se vocês procurarem na Internet (Busch Chimp) tem centenas de imagens publicadas sobre George Busch. É gozado porque ele era George Busch? Por ele ser um conservador? Por ele lembrar mesmo, com suas expressões um chimpanzé? Acho que o humor, além de ser uma forte arma política, por ser ser corrosivo, mostra como um povo lida com a Liberdade. Por isso autoritários, totalitários e fanáticos religiosos não gostam do Humor.

Sobre Humor e Corrosão vejam o filme, ou leiam o livro O Nome da Rosa, de Uberto Eco, em que um dos personagens centrais é um monge chefe de uma biblioteca de um mosteiro que quer impedir que leiam um certo livro, que trata do riso. O monge era um embrião dessa estupidez politicamente correta.

Quem se interessar por Censura, leia o livro (de uma pesquisa, não é romance) chamado Os Best Sellers Proibidos da França Pré-Revolucionária, do historiador Robert Darnton. Excelente. Vão saber porque os rancorosos censores politicamente corretos não gostam de risos e do humor. Não é que não gostem, mas gostam, apenas, quando eles fazem as piadas. (Lembram do Lula falando de Pelotas? Aí ninguém protestou.)

A FAMÍLIA REAL DE OBAMA

Barack Obama é filho de Ann Dunham e Barack Obama Hussein. Sua mãe nasceu no Kansas, o pai no Kênia. Ele nasceu em 1961, quando ela tinha 18 anos. Ela ficou com o marido um ano e separaram-se. Mais tarde ela conheceu Lolo Soetoro, um javanês, geógrafo, com quem foi morar na Indonésia quando Obama tinha anos de idade. Quando Obama ficou adolescente preferiu voltar aos Estado Unidos, onde morou muitos anos com seus avós maternos, antes de ir para a faculdade. Tem uma meia irmã Maya Soetoro, filha de Lolo e sua mãe.
Sei pai Barack Hussein morreu aos 46 anos, em 1982 em um acidente de carro, quando ele tinha 10 anos. E, nesse tempo, o pai foi visitá-lo apenas uma vez.
Lolo Soetoro, o pai adotivo morreu em 1987, aos 52 anos.
A mãe de Obama morreu em 1995, tendo nascido em 1942.


Barack Obama Hussein, pai de Obama
O pai e a mãe de Obama
Única visita do pai ao filho, no Hawai


O pai adotivo, Lolo Soetoro, a mãe, Obama e a meio-irmã Maya

Esta e a montagem  de Marilyn Davenport,
que gerou protestos nos EUA, e pela qual ela se 
desculpou, mas poderá se punida pelo partido

Não sei o que vocês pensam disso tudo. Parece o caso do Caio Blinder e bsteira que falou da rainha Rania da Jordania. Eu não diria aquela bobagem e nem faria uma montagem assim; mas os americanos têm uma Liberdade muito ampla. Sendo do Partido Democrata e político experiente, acho que Barack Obama não vai dar nem bola. Os ativistas é que fazem barulho. Obama, que foi senador, sabe que a política exige humor, jogo de cintura e engolir sapos.
O Partido Republicano talvez tome uma atitude contra a tal Marilyn , pela repercussão, mas duvido que Obama reclame.
Vamos aguardar.

Fontes consultadas:

Wikipedia, para mãe de Obama. 

A foto polêmica:

Noblat, O Globo:
Diário de Notícias (Portugal):


Wonkete: 

Paul Ibrahim: sobre Busch:

Única foto da única visita do pai a Obama, no Hawai:

Nenhum comentário:

Postar um comentário