Pesquisar este blog

domingo, 29 de dezembro de 2013

AS PROMESSAS DE ANO NOVO, QUASE SEMPRE AS MESMAS...

WWW.SPONHOLZ.ARQ.BR

FELIZ 2015, 2014 JÁ ERA...

WWW.SPONHOLZ.ARQ.BR

MICHAEL SCHUMACHER À BEIRA DA MORTE APÓS BATER NA NEVE. SCHUMI DESCE OS ALPES DE ESQUI E BATE A CABEÇA EM UMA PEDRA. O hexacampeão de F1 está em estado crítico e em coma, na França. (VIDEO).



PUBLICAÇÃO ITALIANA SPORT MOTORI MOSTRA ONDE SCHUMACHER BATEU




Michael Schumacher, o indiscutível hexacampeão mundial de Fórmula 1, acostumado a desafiar sorte e a pilotar com a Morte no cockpit, por conta das altíssimas velocidades nos circuitos de corrida, parece haver esbarrado no limite do azar, chamando a atenção das parcas, aquelas que tecem o fio de nossa vida e usam a tesoura para decretar o nosso fim, mandando-nos para o Paraíso.

Após viver tantos momentos perigosos nas pistas, onde também correu de motocicleta, acabou encontrando uma pedra no caminho de descida de uma encosta nevada na França. Segundo as informações mais recentes, está em estado grave, em coma, após haver sido operado devido a trauma cerebral.

Neste momento está vivo, mas pode entregar a moeda a Caronte a qualquer momento. 

Se escapar, Schummy deveria parar de procurar fortes emoções, pois já as teve demais, em seus 45 anos de vida.

HOMO SAPIENS DEMENS

Disse uma vez o teórico francês Edgard Morin que o homem deveria ser classificado como Homo Sapiens Demens, sendo Demens por conta de sua loucura intrínseca, sua demência constitutiva, sua imaginação delirante.

Qual ser vivo cria situações para desafiar a Morte, buscar o máximo de vertigem , emoção e adrenalina? Vocês já viram formigas saltando de aviões ou disputando corridas amais de 300 quilômetros horários? Sabemos que animais lutam entre si, espécies combatem outras espécies, mas como comportamento natural, nada disso sendo planejado, imaginado, perseguido como meta.

O ser humano vive preocupado com a Morte.É o único que tem consciência de que morrerá um dia; mesmo assim, muitos parecem não ligar para isso, buscando situações em que seja aumentada a carga de emoção. Assim ocorre com as lutas, as corridas diversas, as provas em que a vida fica por um fio.

Qual o sentido de fazer um circuito de corrida a 300 quilômetros horários dentro de uma bomba cheia de combustível explosivo? Qual o sentido de descer uma encosta íngreme  de uma montanha coberta de neve usando um par de esquis?

Ou pelo prazer de vencer os adversários, ou pelo dinheiro, pela glória, pela fama, ou apenas para poder dizer: “eu consegui”, “eu tentei e sobrevivi”, “mais uma vez desafiei a Morte, o Azar e a Sorte, e venci”.

Assim se desenvolve a cultura humana, em torno de sonhos, delírios, e às vezes pesadelos imaginados por alguns que os querem impor aos outros, como as ideologias totalitárias.

Todos morreremos um dia, ninguém pensa nisso, mas a Morte, como disse Cioran, está, querendo não, dentro de cada um de nós. Podemos ser cuidadosos e morrer de velhos, aos 90 anos.

Podemos ser descuidados, mas protegidos pela sorte, e chegar longe, também. Outros, cheios de cuidados, um dia se descuidam e atravessam a rua sem olhar, morrendo atropelados. 


JUAN FANGIO
Sem entrar na discussão filosófica sobre o Sentido da Vida, pois creio que ela tenha um sentido, viver pode ser encarado como um grande jogo, sério, seríssimo, mas um jogo, em que alguns vencem e outros perdem. 

Nem sempre os mais competentes é que levam os louros pelas vitórias.

Agora, no jogo da Vida,Schumacher parece haver ultrapassado um limite, e tudo indica que aguarda a visa da Morte.

Schumacher é o piloto mais vitorioso da história da F1 com sete títulos mundiais e 91 triunfos em corridas. 

Ele também é dono dos recordes de pole positions, com 68, voltas mais rápidas, com 77, hat tricks, 22, pódios, 155, voltas na liderança, 5111, entre outros.


Confesso que o meu piloto preferido sempre foi o argentino Juan Fangio, dos tempos românticos do automobilismo; também admiro dois brasileiros fantásticos da F1, Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna. Lauda está entre os melhores, assim como Jim Clark, também não deixaria fora da lista o alemão Sebastian Vettel.

SENNA E SCHUMACHER
Sei que listas pessoais são sempre ... pessoais. Dos meus preferidos, Fangio, um verdadeiro ás, morreu de velho e escapou de boas, em um tempo em que não havia a mínima segurança nas pistas. 

Senna sabemos como acabou. Fittipaldi, bafejado pela sorte (além de sua competência) continua vivo. Lauda sofreu um acidente gravíssimo; assim como Clark. Vettel continua desafiando o destino.

Como não dar razão a Morim? 

O homem é um animal doente, louco, e único.   

O ACIDENTE DE SCHUMACHER





sábado, 28 de dezembro de 2013

THE SPIDER, ANDERSON SILVA QUEBRA A PERNA. O CHUTE ERRADO QUE APOSENTOU THE SPIDER. O GOLPE QUE TIROU SILVA DO MUNDO DAS LUTAS. Foi num lance semelhante que o jogador Mirandinha quebrou sua perna, em 1974, fato imortalizado pelo grande fotógrafo Domício Pinheiro. Mirandinha encontrou a barreira de Baldini, assim como Anderson a de Chris Weidman. (VIDEOS)


OSSOS DA CANELA DE ANDERSON SOFREM FRATURA NO CHOQUE.
A DOR. (FOTO AP)


A FOTO DE DOMÍCIO PINHEIRO FLAGRA O MOMENTO EXATO DA FRATURA NA CANELA DE MIRANDINHA, EM 1974



O que faz alguém ganhar uma prova ou uma luta? O que faz perder? Como a coisa acontecerá? Será tudo pura competência, ou aparecerão a sorte e o azar?

Mais uma vez essas questões apareceram, agora na luta revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman. Mais que a diferença de idade entre ambos, de 9 anos, a menos para o americano, prevaleceu aquilo que fazia os gladiadores tremerem, o azar, ou a falta de sorte.

No campeonato de UFC, no primeiro round, Anderson conseguiu segurar a fúria de Chris Weidman. Logo após o início do segundo round, no entanto, ao tentar um chute com a perna esquerda, deu-se mal, pois a sua canela encontrou o joelho esquerdo de Weidman, o que provocou o final da luta. 

Anderson foi a chão com fratura total dos ossos da canela.

Talvez após esse acidente Anderson Slva, que empolgou milhões no Brasil, mas especialmente nos Estados Unidos, na última década, tenha que se aposentar.

Anderson já foi operado e sua recuperação demorará, no mínimo, seis meses.

MIRANDINHA

O jogador Mirandinha (do São Paulo) quebrou a perna num lance semelhante, após uma dividida com o zagueiro Baldini (do América), em novembro de 1974, em São José do Rio Preto. 

A foto, que chocou os leitores foi publicada pelo Jornal da Tarde, de autoria de um dos maiores fotógrafos de esportes, Domício Pinheiro.

VIDEO: ANDERSON QUEBRA A PERNA





MIRANDINHA QUEBRA A PERNA




sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

O MERGULHO DEMAGÓGICO DE CID GOMES NO QUE PODERIA SER A MENOR PISCINA PÚBLICA DO BRASIL, EM ITAPIPOCA, CEARÁ. (VIDEO)

ÁGUA NO NARIZ? VEJA NO VÍDEO ABAIXO, AOS 32 SEGUNDOS

Se o governador Cid Gomes, do Ceará, ora travestido de encanador, não conseguir acabar com a falta de água que faz a população de Itapipoca sofrer, ao menos poderá dar por inaugurada a menor (mas não certamente a menos custosa) piscina pública do País.

Não sei mais o que os governadores, mandatários, políticos do Brasil acham que precisam fazer para passarem a imagem de “porretas”, eficazes, durões.

Por sorte, o problema de Itapipoca é na adutora de água, e não no tanque de tratamento de merda; caso contrário, gostaria de ver alguma autoridade mergulhando  com tanta desinibição e vontade.

Deveria estar um calor da gota em Itapipoca. E o homem (vejam aos 32 segundos) ainda assoa o nariz dentro da adutora, em tese, de água potável.

Adutora tem apenas 28 quilômetros de extensão, faltando canos em diversos trechos. Assim a água vai demorar a chegar ao destino. Mas fica uma pergunta: entre tantas empresas que ganham concessões e licitações, não há uma só capaz de fazer uma adutora de 28 quilômetros que funcione, no tempo combinado, e pelo preço justo? ?

Outra: não há um só funcionário do Estado do Ceará que possa fazer o serviço que o governador pretendeu fazer? Qual o sentido do governador mergulhar para passar a impressão de que é um encanador competente? Ninguém votou em Ciro Gomes para ele consertar encanamentos.


VEJA O BANHO DE CID GOMES




ANO NOVO. O CORAL DA PAPUDA ESTÁ TININDO!

WWW.SPONHOLZ.ARQ.BR

O CRIME DA LOIRA GRÁVIDA DA MALA. UMA BALA, TRÊS VIDAS. O CIÚME MATOU VALDINEIA PRECHESNIUK? Polícia prendeu o suspeito de haver matado Valdinéia, Everaldo Alves de Faria. O corpo estava em uma mala, num lago às margens da Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva. Estava nu, com o pescoço quebrado e um tiro dado pelas costas, nas nádegas, que chegou ao coração.



Todos os dias centenas de marias, josefas, letícias e moças com outros nomes tão comuns saem de casa, fogem de suas famílias, geralmente do interior, para transformar-se em “natashas”, “rebecas”, “kellys” e “michelles”, nomes de fantasia com os quais tentarão uma nova vida, longe da pobreza, da rotina cotidiana miserável, atrás do luxo, de um futuro melhor, de dinheiro e glória. 

Há nomes de época. No anos 70 eram comuns as “biancas”.

Assim tem sido a história da prostituição ao longo do tempo. Alguém deixa um presente doloroso, um passado de contenção, para garimpar um futuro suntuoso.

Esse pode ter sido o caminho de Valdineia, 21 anos, encontrada morta em uma mala, flutuando em um pequeno lago entre o Rio Capivari e a Rodovia dos Bandeirantes, entre os municípios de Itupeva e Valinhos, na região de Campinas e Jundiaí, em São Paulo.

Quatrocentos e cinqüenta mil veículos circulam pela Bandeirantes naquela região, todos os dias. E, por dois ou três dias, mais de um milhão de veículos passou por ali, até que alguém percebeu a mala vermelha flutuando nas águas escuras do lago.

Alguém sentiu um cheiro estranho, um cheiro de morte, de cadáver em decomposição. Um pescador encontrou a mala e chamou a polícia.

De 31 de outubro a 11 de novembro, Valdineia não teve nome, era apenas a mulher encontrada morta na mala. Ninguém sabia quem era, e ninguém reclamava seu paradeiro. Uma loira nova, aparentemente bonita, e supostamente grávida. 

Nua, com o pescoço quebrado e um tiro que atingiu seu coração.

Depois que a polícia divulgou pelas redes sociais a imagem de uma tatuagem no seu ombro direito um irmão dela, morador em Santa Catarina, pensou reconhecer a irmã. E era ela mesmo.

Assim como tantas jovens, novas, cheias de curiosidade pela vida, cobiça e vontade de ganhar dinheiro, Valdineia Prechesniuk havia deixado sua terra, Ivaí, no Paraná, há três anos, para tentar a vida em São Paulo.

Contam as matérias da imprensa que ela era garota de programas e que havia trabalhado em uma boate em Campinas, no bairro Itatinga. Há alguns meses, talvez um ano, teria se mudado para uma casa no Parque Universitário, em Campinas, mantida por um amante que teria sido seu cliente.

Mesmo assim, as informações são de que continuava trabalhando nas proximidades da antiga boate, uma vez que teria sido expulsa pela dona, devido a um suposto consumo de bebidas e drogas.

E, além de tudo, supremo castigo para uma garota de programas, acabou ficando grávida.

Bem, mas o pai poderia ser aquele que a mantinha em uma casa. Segundo a imprensa, era um homem casado, de 38 anos, preso pela polícia para investigações. Estava de posse de um revólver calibre 38 de numeração raspada.

O que teria levado o suspeito a matar Valdinéia? Suspeita-se de ciúmes, pois a polícia investiga rumores de que ela estaria, ao mesmo tempo, tendo um caso com outro homem, talvez um policial militar.

Valdinéia estava grávida de cinco meses. Certamente os exames de DNA certificarão a paternidade. Contudo, a possibilidade da traição pode ter deixado Everaldo louco de ciúme (ele, evidentemente nega havê-la matado).

Assim, de modo violento e abrupto, como muitas vezes acontece com garotas de programa, termina o sonho da garota paranaense, transformado em pesadelo.

Mas o assassino de Valdinéia, seja ele quem for, com apenas uma bala de calibre 38 matou três pessoas; afinal, ela estava grávida de gêmeos, há cinco meses. Uma tragédia. 

Valdineia foi enterrada em Ivaí, no Paraná.

XXXXXXXXXXXXXXX

PAUL MCARTNEY, AO VIVO, EM MOSCOU, 2002

SHE´S  LIVING HOME (Ela está indo embora)




SHE´S LIVING HOME
Lennon & MCartney

Wednesday morning at five o'clock as the day begins

Silently closing her bedroom door

Leaving the note that she hoped would say more

She goes down the stairs to the kitchen clutching her handkerchief

Quietly turning the backdoor key

Stepping outside she is free.

She (We gave her most of our lives)

is leaving (Sacrificed most of our lives)

home (We gave her everything money could buy)

She's leaving home after living alone

For so many years.

Father snores as his wife gets into her dressing gown

Picks up the letter that's lying there

Standing alone at the top of the stairs

She breaks down and cries to her husband Daddy our baby's gone

Why would she treat us so thoughtlessly

How could she do this to me.

She (We never thought of ourselves)

is leaving (Never a thought for ourselves)

home (We struggled hard all our lives to get by)

She's leaving home after living alone

For so many years.

Friday morning at nine o'clock she is far away

Waiting to keep the appointment she made

Meeting a man from the motor trade.

She (What did we do that was wrong)

is having (We didn't know it was wrong)

fun (Fun is the one thing that money can't buy)

Something inside that was always denied

For so many years.

She's leaving home. Bye, bye

VERSÃO EM PORTUGUÊS 

ELA ESTÁ INDO EMBORA

Quarta-feira, às cinco da manhã, conforme começa o dia,

Fecha a porta de seu quarto silenciosamente

Deixando um bilhete em que esperava ter dito mais;
Ela desce as escadas até a cozinha

Segurando seu lenço

E cuidadosamente vira a chave da porta dos fundos

E sai da casa, ela está livre



Ela

(Nós dedicamos quase toda a nossa vida)

Está deixando

(Sacrificamos quase toda a nossa vida)

O lar

(Demos a ela tudo que o dinheiro podia comprar)


Ela está deixando o lar após viver sozinha

Por muitos anos



O pai ronca enquanto sua esposa

Veste a camisola,

E apanha o bilhete deixado ali,

Solitário, no topo das escadas.

Ela se desespera e grita para o marido

"Querido, nossa garotinha foi embora"

Por que ela seria tão egoísta conosco?

Como ela pôde fazer isto comigo?



Ela

(Nós nunca pensamos em nós)

Está deixando

(Nem uma vez, pensamos em nós)

O lar

(Nós batalhamos durante toda nossa vida para vencer)


Ela está deixando o lar após viver sozinha

Por muitos anos

Sexta-feira, às nove da manhã, ela está tão longe,

Esperando a hora do compromisso que marcou

Pra encontrar um rapaz da concessionária.



Ela

(O que foi que fizemos de errado?)

Está tendo

(Nós não sabíamos que era errado)

Diversão

(Diversão é a única coisa que o dinheiro não compra)


Algo lá no fundo foi sempre renegado

Por muitos anos

Ela está deixando o lar... Tchau, tchau


      

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

O BOM AMIGO SECRETO DE LULA... AMIGO DA ONÇA

www.sponholz.arq.br

LULA E DILMA DE FÉRIAS, APÓS UM ANO MUITO CANSATIVO...

WWW.SPONHOLZ.ARQ.BR.
___ LULU, QUE PENA, ESTE ANO NÃO PODEREMOS REUNIR A TURMA TODA´PARA FESTEJAR , NÉ?

___ PORQUE BEM BOLADA?

___ JÁ SE ESQUECEU DO PESSOAL NA PAPUDA?

___ NÃO SEI DE NADA... VIRA ESSA BOCA PRÁ LA...

___ E A ROSE, A ERENICE...

___ PARA COM ISSO, BOLADA, CHEGA DE SUSTO

___ QUE NADA, É TUDO TÃO EMOCIONANTE, PENSEI QUE A TURMA IA PASSAR O REVEILLON NAQUELE HOTEL DO DIRCEU... MAS NÃO DEU CERTO

  

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

CONSERVADORISMO, PAPAI & NOEL CIA LTDA, E O VERDADEIRO ESPÍRITO CRISTÃO DO NATAL.





É Natal. Mesmo?

Percival Puggina
25 Dezembro 2013

Ando por aí e só vejo trenós, constelações de estrelas, toneladas de algodão, multidões de papais-noéis, pilhas de caixas embrulhadas para presente. E quase não vejo presépios ou mensagens que lembrem o fato que faz a festa: o nascimento de Jesus.

Estou cada vez mais convencido de pertencer a uma espécie em extinção, a merecer legislação protetora e severa defesa por alguma ONG preservacionista. Alguém dirá que incorro em exagero, mas não. Minha espécie está sendo extinta e o que torna a situação mais dramática é que isso se dá com a aquiescência e a colaboração dos próprios membros do grupo. Sem perceberem o tamanho da encrenca, eles estimulam o processo de eliminação desencadeado sobre si e acionam os gatilhos das metralhadoras verbais que seus predadores usam para destruí-los.

Pertenço à raríssima espécie dos conservadores, e, como tal, sou pela ordem, pela justiça e pela liberdade. Não gosto que invadam o que é meu nem o que é dos outros. Defendo a da instituição familiar e os valores do cristianismo. Atribuo importância à disciplina e a uma especial deferência aos idosos. 

Julgo que as mulheres são credoras naturais da cortesia masculina. Desagrada-me a violência e seu uso em substituição ao processo político e democrático. Sou contra as utopias e creio que as mudanças sociais devem ser produzidas no contexto das instituições, preservando-se o que tem comprovado valor moral e utilidade prática.

Sou conservador porque a história me ensina que é de tais conteúdos e condutas que provêm a paz, o progresso, a harmonia social e os princípios em que melhor se aciona a democracia. É neles que se inspiram os maiores estadistas da humanidade. 

Sou conservador e percebo, contristado, que, colocando-se ao gosto da moda e cedendo ao impacto da cultura imposta pelos nossos predadores, muitos que pensam como eu reproduzem, inocentemente, o discurso que os condena à extinção.

Agora, por exemplo, é Natal. Mesmo? Olha que ando por aí e só vejo trenós, constelações de estrelas, toneladas de algodão, multidões de papais-noéis, pilhas de caixas embrulhadas para presente. E quase não vejo presépios ou mensagens que lembrem o fato que faz a festa: o nascimento de Jesus. 

Mas como eu sei que é Natal e sou conservador insisto em desejar aos leitores que ele ganhe, em seus corações, o sentido almejado por Deus em sua radical e santificadora intervenção na História humana.


TEXTO REPRODUZIDO DO SITE MIDIA SEM MÁSCARA:

Imagem de presépio
http://papermau.blogspot.com.br/2011/11/christmas-time-3d-crib-jennifers-creche.html


segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

DEZ ANOS DE PT, SELEÇÃO DE CHARGES DO SPONHOLZ.

Como agradecimento ao fantástico chargista Sponholz, dos poucos que mantém o espírito crítico super afiado em matéria de política, pois no Brasil atual só se aceita humor e críticas a favor(!), selecionei dez charges das quais gostei muito.

Considero uma excelente síntese dos últimos dez anos.
 
Divirtam-se, se não forem governistas.
Se forem, chorem de raiva.







 





WWW.SPONHOLZ.ARQ.BR

 


MARXISMO CULTURAL: ASSIM O PT CONSTRUIU A HEGEMONIA POLÍTICA. A psicologia utilizada para a manipulação das massas (Video)

SITE DE JOSÉ DIRCEU LANÇA OUTRO BLOG PARA AFRONTAR A JUSTIÇA E DIZER QUE MENSALÃO NUNCA EXISTIU! ELES IMAGINAM, MESMO, QUE OS BRASILEIROS SÃO IDIOTAS.

SOSSEGA, ZÉ





TENTANDO EQUILIBRAR-SE NA MERDA

OBSERVEM A EXPRESSÃO CONVINCENTE DE LULA QUANDO DIZ, AOS 12 SEGUNDOS, QUE FOI TRAÍDO E NÃO SABE DE NADA.

ESSA É A EXPRESSÃO DE LULA AO DIZER QUE FOI TRAÍDO.


EM 2005 LULA PEDE DESCULPAS PELO MENSALÃO.
AGORA OS PETISTAS NEGAM QUE ACONTECEU.
ISSO É UMA AFRONTA À JUSTIÇA, APÓS 8 ANOS DE PROCESSO
NO QUAL PUDERAM DEFENDER-SE COM ALGUNS DOS MELHORES ADVOGADOS DO BRASIL.



CANÇÃO DE NATAL "ANOITECEU" (BOAS FESTAS) - ASSIS VALENTE, CARLOS GALHARDO.



Boas Festas
Assis Valente
 (1933)

Anoiteceu, o sino gemeu
E a gente ficou feliz a rezar
Papai Noel, vê se você tem
A felicidade pra você me dar

Eu pensei que todo mundo
Fosse filho de Papai Noel
E assim felicidade
Eu pensei que fosse uma
Brincadeira de papel

Já faz tempo que eu pedi
Mas o meu Papai Noel não vem
Com certeza já morreu
Ou então felicidade

É brinquedo que não tem

CANÇÃO DE NATAL "JINGLE BELLS" (English)



Song: Jingle Bells (Learn & Sing)
CD: Super Simple Songs - Christmas
Music: Super Simple Learning
Vocals: Leah Frederick
Animation: Franfou

Lyrics:

Dashing through the snow,
in a one-horse open sleigh.
O'er the fields we go,
laughing all the way.
Bells on bobtails ring,
making spirits bright.
What fun it is to ride and sing
a sleighing song tonight.

Oh! Jingle bells, jingle bells,
jingle all the way.
Oh what fun it is to ride
in a one-horse open sleigh.
Hey! Jingle bells, jingle bells,
jingle all the way.
Oh what fun it is to ride
in a one-horse open sleigh.

Okay, everyone together now!

(repeat) ♫